quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Chocolate dos apaixonados














CONSELHO A UM AMIGO (APAIXONADO ?)


Deixa-te de porquês. O quando, o onde
e o como?… Não mais que literatura!
Despe de vez o medo que se esconde
entre as frias cambraias da lisura.

Ou então não fales de paixão.
Chama-lhe, se quiseres, melancolia.
Que jamais o tropel de um coração
bate ao compasso da diplomacia.

Que sabes tu das ávidas razões
que a razão desconhece? Da contenda
que nem sempre se trava nos salões
e quase nunca tem punhos de renda?

Não aprendeste nada sobre gente?
E Shakespeare, e Mozart, e Fellini?
Alguém te sonha chocolate quente,
enquanto deitas gelo no martini!

1 l de leite; 250 ml de água; 150 gr de chocolate amargo em tablette; 4 colheres de sopa de açúcar; 30 gr de amêndoas peladas; 10 gr de canela em pó.

Derreta o chocolate em banho-maria e junte-lhe o açúcar. Adicione ao preparado anterior o leite e a água, aos poucos, sem parar de mexer. Deixe em lume brando cerca de 5 minutos. Torre as amêndoas no forno e, depois de arrefecerem, passe-as pelo 1/2/3. Junte todos os ingredients com a canela e bata com o batedor eléctrico até ficar espumoso. Sirva imediatamente, em chávenas ou em copos altos que aguentem o calor.
A única condição para que esta receita seja um êxito é estar-se apaixonado.

13 comentários:

cat disse...

Adorei vir aqui ao teu blog! Eu sou louca por invenções de sabores novos. Abro 10 livros, tiro um ingrediente de cada receita, vou-os alinhando na bancada.. e depois arrumo os livros todos. Aí começa a alquimia.... e o problema é sempre: quando fica mesmo divinal, como repetir???
Beijinhos, obrigada por esta inspiração!!!

ana vidal disse...

Sou absolutamente igual. Nunca faço nada por receita ou, quando faço, não resisto a mudar uma ou outra coisa. E não há como repetir, esse é o preço. Mas não faz mal, enquanto houver imaginação para novas invenções...

beijos
ana

Mad disse...

Dá um pulinho a este blog. Tem uma lista enorme de outros blogs gastronómicos.
http://paracozinhar.blogspot.com/

marta disse...

Vim cá parar através da da tua irmã mad, que por acaso deu a morada e-mail errada, porque não pôe os ifens.
Mas fui ao dela, e cá estou.

Então andamos quase todas a cozinhar da mesma maneira?

Olha Cat, para a próxima sai outra vez um divinal, mas diferente.

Não tem impotância nenhuma, desde que fique divinal.

james disse...

Belo texto.

Um abraço.

ana vidal disse...

Até tenho vergonha sempre que abro este blog e vejo comentários a que ainda não respondi!

Mad, gracias. Vou lá ver, sim.

Marta, bem vinda. Vou já espreitar o teu blog também.

James,
Querido, como sempre. Este poema-brincadeira está no meu livro "A poesia é para comer", o tal que vai ser editado no Brasil.

Beijos a todos e obrigada.
Ana

PS: Não vou prometer nada, porque depois não sei se consigo cumprir. Mas este blog vai andando. Devagarinho, mas vai.

RAA disse...

Formidável, vizinha!

adelaide amorim disse...

Amor e comida sempre andaram de mãos dadas, Ana. Seu blog é muito bom e a receita do chocolate é irresistível. Um abraço grande.

Cândida disse...

nessas alturas, até uma côdea seca de broa, aninhas :)

ana vidal disse...

Vizinho,
Obrigada!

Adelaide,
Experimente sim, de preferência acompanhada...

Cândida,
Grande verdade, nessas alturas não é preciso mais nada. Não conheço melhor dieta!!

Abraços a todos, e obrigada pela paciência de acompanharem este blog-caracol.

Maria disse...

Oh! Minhas queridas!... A paixão arranja-se já, só que o coração não aguenta.

Cândida disse...

a imagem é horrenda!

ana v. disse...

Sabe que mais, Cândida? Tem toda a razão: a imagem é horrenda. Vou já mudá-la.